quarta-feira, 28 de julho de 2010

CORAÇÃO BANDIDO


Ah! coração, não adianta te pedir.
Não adianta te implorar.
Você, não me obedece.
Continuas me magoar
Porque, bates acelerado
Quando lembras do amor
Que resolveu te abandonar?
Você, me tortura tanto
Que faz meus olhos chorar
Ah! coração não adianta te pedir
Você finge, não escutar
Eu te peço coração
Esqueça, esse amor ingrato
Para que na minha vida
Possa a alegria voltar
Quem sabe coração
Essa dor que você sente
Pode então se acabar....

Pensamento PRECIOSA MARIA

4 comentários:

  1. ... É um sonho esta vida, mas um sonho febril de um instante único. Quando dele se acorda, vê-se que tudo é só vaidade e névoa...

    Gustavo Adolfo Becker.

    Amo sua amizade.....Beijos & Flores! M@ria

    ResponderExcluir
  2. Perguntas que todos nós fazemos. Esses corações desobedientes. Poema lindo. Parabéns. beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns lindo poema, pena que não podemos controla-lo, eles são autônomos.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ser sobre a dor do amor, adorei esse seu texto, é muito belo.
    gostei do seu blog, estou seguindo.
    bjs e bom dia

    ResponderExcluir