terça-feira, 10 de maio de 2011

AO SOM DE UM BOLERO






Ao som de um bolero

Dancei com você

De rosto colado

Seguindo seus passos

Sem o ritmo perder

Ao som de um bolero

Dançando floreado

Sentia-me inibida

Rodando, rodando

Levada por você

Aos poucos a luz vem voltando

O salão iluminando

Ai então percebi

Foi tudo um sonho

Por momentos senti o calor dos seus lábios em meu rosto

Que pena acordei

Mesmo sendo um sonho

Estou feliz

Matei a saudade que tenho de você...


Pensamentos PRECIOSA MARIA

12 comentários:

  1. O bolero é repleto de romance e saudade.Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ahhh um bolero... que delicia!.. Nos faz mesmo sonhar de olhos abertos [:)]

    Beijocas super em seu coração..
    Verinha

    Ops.. tem um presentinho para vc lá no meu cantinho tá?!?

    ResponderExcluir
  3. Que peninha que era um sonho né? rsrs
    A poesia ficou perfeita, amei preciosa.

    bjs
    http://ursulinodecor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga..
    Muito emocionada venho agradecer seus agradecimentos no meu blog.
    Estou aqui amiga com um problema que da vontade de gritar aos quatro canto do mundo.
    Muitos são os designos de DEUS, não cabe a nós entender, mas sim saber que um SER maravilhoso capaz de coisas divinas em nossas vidas.
    Mesmo que as lágrimas rolem Deus toma conta nesses momentos pois ele é o unico completo e perfeito.
    Um grande beijo amiga querida linda noite beijos com infinita ternura,Evanir.
    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Em tempos de carência, até sonho bom eu estou aceitando. Se bem que eu não sei dançar bolero. Pode ser uma valsa?

    Abraços do Gaúcho.

    ResponderExcluir
  6. Preciosa

    Os sonhos são as realidades da fantasia. São materialização numa dimensão diferente.
    Bolero, movimento, Amor e saudades.

    Lindo!

    Beijos
    Sol

    ResponderExcluir
  7. Dose dupla... Romanticos de cuba!!

    Deixando um xêro procê...
    Deusssssssssssskiajude
    Tatto

    ResponderExcluir
  8. Que dança maravilhosa, Maria! Vamos dançar a vida assim também, com o rostinho encostado à ela, nessa dose dupla como o Xipan Zéca disse!
    Há um bom tempo não aparecia aqui... Já estava com saudades!

    beeeeeeeeeijos, se cuida!

    ResponderExcluir
  9. Neste dois pra lá e dois prá cá a saudade que embala nossos sonhos, nossos dias e faz inspirar na criação de poemas que falam de nossos sentimentos mais puros e belos.Meu abraço Maria.

    ResponderExcluir
  10. Eu estava sem tempo antes, agora ja não estou mais trabalhando ... mas ando meia sem inspiração,... mas aos poucos vou pegando o jeito de novo.

    Adorei o bolero, é como dançar nas nuvens...
    beijos...

    ResponderExcluir
  11. lindas palavras...quem ???onde ???
    ahh..RAY CONNIF..bailes de formaturas.
    E.C.Band.etc....

    ResponderExcluir
  12. que bonito esse texto, tão apaixonado. as pessoas precisam voltar a ouvir um bom bolero, uma música mais apaixonada, pra dançar bem pertinho. e viva o romantismo!
    bom dia querida amiga Preciosa

    ResponderExcluir