sábado, 3 de setembro de 2011

VOU PRA CASA DA VOVÓ


Chega de tanta injustiça

De castiga e confusão!

Vou pra casa da vovó.

Não tem outra solução

l

Estou mesmo decidido

E para sempre eu me mudo.

Aqui eu não posso nada

E por lá eu posso tudo!

l

Posso comer chocolate..


Posso até me empanturrar


Posso comer sobremesa


Até antes do jantar.


l


Mesmo que eu faça bagunça


Vovó não briga comigo


Se eu beliscar meu irmãozinho


Vovó não me põe de castigo!


l


Vou fazer a minha mala


Meu carrinho eu vou levar


Vou levar o meu cachorro


E o meu jogo de armar


l


Vou levar meu travesseiro


Levo também meu pião


Pego meus livros de histórias


E o meu time de botão


l


Levo as coisas que eu gosto


Pra ter tudo sempre a mão


Levo também meu papai


A mamãe e o meu irmão..


(Ana Canéo)


PRECIOSA MARIA



Poema republicado

3 comentários:

  1. Adorei o texto *---*
    A casa da vovó é realmente um lugar especial :)

    Beijos e um excelente final de semana

    ResponderExcluir
  2. Aqui em casa é exatamente assim. Quando os netos chegam, a mulher fica abestalhada (Rsrs) e eles podem tudo.

    Beijos e ótimo domingo pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga
    Hoje eu vim pensando um pouquinho em meu sonho
    por favor clique no Link

    http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html

    Muito obrigado de coração

    abraço amigo
    atenciosamente
    Maria Alice

    ResponderExcluir